Notícias

A Prefeitura de Londrina divulgou novo boletim da situação do coronavírus nesta quarta-feira (8) com mais uma morte em decorrência da doença. Trata-se de um homem de 69 anos que foi internado em hospital publico em 25 de maio, com swab positivo pós morte para coronavírus na terça-feira (7). A morte foi registrada em 24 de junho. Segundo a Saúde, o paciente tinha comorbidades. Esta é a 91ª morte pela Covid-19 na cidade.

 

Segundo o informe, mais 67 casos da Covid-19 foram confirmados nas últimas 24 horas, totalizando 1.761 registros da doença. De acordo com os dados divulgados nesta quarta, 56 pacientes se recuperaram. O acumulado é de 1.366. O município tem 304 casos ativos, sendo 276 em isolamento domiciliar e 28 hospitalizados (11 em UTI e 17 em enfermaria). O boletim aponta que 10.916 testes padrão ouro foram realizados até o momento. Foram 1.761 confirmados, 284 aguardam resultados e 8.871 foram descartados.

 

A taxa de ocupação de leitos UTI COVID SUS é de 34%.

 

Créditos: Bonde

Publicado em Londrina e região

Bolsonaro está com Covid-19

Terça, 07 Julho 2020

O presidente Jair Bolsonaro informou nesta terça-feira (7) que seu exame para detectar se está com Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, deu positivo.

 

O presidente afirmou que chegou a ter febre de 38 graus, mas que, à noite, a temperatura começou a ceder. Afirmou também que sentiu mal-estar e cansaço. Ele disse que agora está se sentindo "perfeitamente bem".

 
De acordo com Bolsonaro, ele tomou hidroxicloroquina, remédio que vem defendendo como tratamento para a Covid-19. Não há comprovação científica da eficácia da hidroxicloroquina para a doença.
 
 

Bolsonaro já havia informado a apoiadores na segunda-feira (6) que estava com febre e dores no corpo e, por isso, decidiu fazer o exame. Ele também disse que fez uma radiografia e que o pulmão "estava limpo".

O presidente tem 65 anos e faz parte da faixa etária considerada por especialistas como grupo de risco.

Ele informo que nos próximos dias vai despachar por videoconferênciana residência oficial do Palácio da Alvorada e que talvez receba auxiliares para assinar documentos. Bolsonaro cancelou viagens que faria à Bahia e a Minas Gerais.

Medidas de prevenção

Desde o início da pandemia no país, no fim de fevereiro, Bolsonaro vem descumprindo orientações de autoridades de saúde sobre medidas de prevenção do contágio.

Ele sempre foi contrário ao fechamento do comércio e ao isolamento social, ações tomadas pelos governos estaduais para diminuir o ritmo dos contágios. De acordo com especialistas, o isolamento é a forma mais eficaz de evitar o alastramento do vírus.

Nos últimos quatro meses, Bolsonaro provocou aglomerações ao visitar o comércio de rua em Brasília e em visitas a cidades do entorno do Distrito Federal. Ele também participou de manifestações a favor do governo. Em diversas dessas ocasiões ele não usou máscara, posou para fotos, tocou nas pessoas.

Encontros recentes

No sábado (4), o presidente, ministros e um dos filhos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), participaram de almoço promovido pela embaixada dos Estados Unidos no Brasil em comemoração à independência norte-americana.

Na ocasião, os participantes posaram para fotos sem máscaras. Em uma das imagens, Bolsonaro aparece abraçado ao ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

A embaixada norte-americana informou que o embaixador Todd Chapman não apresenta sintomas e "fará os testes".

Também no sábado, o presidente viajou para Santa Catarina, onde sobrevoou áreas atingidas por um ciclone na semana passada. Conforme fotos divulgadas pelo Palácio do Planalto, o presidente, usando máscara, apertou a mão de uma mulher, caminhou ao lado de políticos e fez foto ao lado de funcionários do aeroporto.

 
Céditos: G1
Publicado em Geral

 A Prefeitura de Londrina divulgou mais 24 casos do novo coronavírus registrados nas últimas 24 horas. O boletim desta quinta-feira (2) também traz a confirmação de mais uma morte em decorrência da doença. Trata-se de uma mulher de 81 anos, que foi internada em hospital público em 28 de junho. Ela testou positivo para Covid-19 em 30 de junho. A paciente evoluiu a óbito nesta quinta. Conforme a prefeitura, ela tinha comorbidades.

 

De acordo com o informe desta quinta, a cidade está com 1.370 casos do novo coronavírus, 1.091 curados (40 novos), 83 óbitos, 153 em isolamento domiciliar, 43 hospitalizados, sendo 17 em UTI e 26 em enfermaria. São 403 pacientes considerados suspeitos que aguardam resultados de exames. Até o momento, 6.530 casos foram descartados.

 

Créditos: Bonde

Publicado em Londrina e região

O novo boletim divulgado pela prefeitura de Londrina nesta terça-feira (30) indica mais três mortes em decorrência do coronavírus. Tratam-se de duas mulheres, de 71 e 74 anos, e um homem de 79.

 

Conforme a prefeitura, a paciente de 71 anos foi internada em hospital público em 17 de junho, com swab positivo para coronavírus em 18 de junho. Evoluiu a óbito em 28 de junho. A mulher de 74 anos também foi internada em hospital público em 13 de junho e positivou para Covid-19 em 14 de junho. A morte foi registrada em 28 de junho. O paciente de 79 anos chegou ao hospital público em 17 de junho e positivou para a doença no dia seguinte. Evoluiu a óbito em 25 de junho. Os três pacientes tinham comorbidades, segundo o informe. Com mais três confirmações, Londrina atinge 81 óbitos pela doença. Em relação ao número de casos, o município registrou 31 nas últimas 24 horas, totalizando 1.336 confirmações. Deste total, 1.011 estão curados, 200 estão em isolamento domiciliar, 44 estão hospitalizados, sendo 20 em enfermaria e 24 em UTI e 81 perderam a vida em decorrência das complicações da doença.

 

São 373 pacientes considerados suspeitos aguardando resultados de exames e 6.299 casos foram descartados até o momento.

 

Créditos: Bonde

Publicado em Londrina e região

Londrina chegou a 78 mortes pela infecção causada pelo novo coronavírus. Dois óbitos foram registrados nas últimas 24h, de acordo com a prefeitura municipal.

Uma das pessoas que morreram era um homem de 63 anos, internado em hospital privado em 27/06, com positivo para coronavírus no mesmo dia. A outra paciente era uma mulher de 57 anos, internada em hospital público em 07 de junho, com positivo para coronavírus em 08/06. Os dois morreram nesta segunda e tinham comorbidades.

Os casos confirmados são 1305. No total, 978 estão curados, 365 aguardam resultados de exames e 6158 foram descartados.

 

Créditos: Bonde

Publicado em Londrina e região

Pelo menos dez, dos 26 funcionários de uma empresa de Ibiporã testaram positivo para coronavírus. A informação obtida pelo Click Ibiporã foi confirmada pelas autoridades de saúde da cidade. Porém os casos não foram computados ao boletim divulgado na noite desta quarta-feira (24), pois a confirmação veio após exames em laboratório particular.

Há dois dias, a gerente da empresa apresentou sintomas gripais e foi submetida aos exames, que deram positivo. Diante do caso confirmado, a empresa realizou exames nesta quarta-feira em todos os 26 funcionários e dez deles também testaram positivo.

De acordo com as autoridades em saúde de Ibiporã, os funcionários foram colocados em isolamento e passam a ser monitorados. Ainda segundo a Secretaria de Saúde, o Centro de Operações em Emergências em Saúde Pública – COESP, está em contato com a empresa, que foi fechada e também foi feita a higienização do local.

Números

Boletim divulgado nesta quarta-feira pela Secretaria de Saúde de Ibiporã, aponta que a cidade tem oito novos casos confirmados. Agora são 73 confirmações, sendo que destes, 52 já estão curados, o que representa 71,23%. Os novos casos são de pacientes com idade entre um e 69 anos a e transmissão é comunitária. Ainda de acordo com o boletim, destes novos casos, sete pacientes estão em isolamento domiciliar e um homem de 69 anos está em leito de UTI.

No total Ibiporã tem 17 pacientes em isolamento domiciliar, um hospitalizado em enfermaria e dois em leito de UTI. Já foram realizadas 929 notificações para a Covid-19, sendo que 98 casos foram descartados após realização de exames e 151 casos suspeitos seguem sendo monitorados.

Créditos: Click Ibiporã

 

Publicado em Londrina e região
Um bebê de apenas 4 meses testou positivo para Covid-19 em Cambé, conforme informou a Secretaria Municipal da Saúde da cidade, que fica na Região Metropolitana de Londrina. O bebê está bem, em monitoramento domiciliar e apresenta apenas casos leves. Ainda conforme a secretaria, um familiar da criança também havia testado positivo. Durante a investigação da condição de saúde dos demais membros da família, o bebê foi examinado e o resultado positivo saiu no dia 10 de junho. A criança apresenta apenas sintomas leves. De acordo com a Vigilância Epidemiológica de Cambé, o bebê está sendo monitorado pela secretaria, e os pais dele também estão em isolamento domiciliar. Cambé tem 82 casos de coronavírus e três mortes. Um quarto óbito está em investigação. Créditos: 24 horas
Publicado em Londrina e região

Londrina registrou mais três óbitos por Covid-19, e o total chegou a 34. As informações foram divulgadas pela assessoria de comunicação da prefeitura na noite desta segunda-feira (8).

Lo 
Uma delas, segundo o HU (Hospital Universitário), tinha 86 anos e foi encaminhada via Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) no dia 1º. Ainda em casa, apresentava sinais de febre associada a desconforto respiratório. Foi avaliada no domicílio por médica da atenção primária que regulou a paciente para o HU. No dia 2 teve exame para Covid-19 positivo. No dia 05/06, evoluiu para muito grave. Em 07/06 evoluiu sem pulso central e foi constatado óbito às 22h34. Tinha diversas comorbidades.

Outra mulher, 47 anos, havia sido internada em hospital filantrópico no dia 02/06. Em 05/06 foi transferida para hospital de Arapongas (Região Metropolitana de Londrina), com positivo para coronavírus em 06/06. Evoluiu a óbito no domingo (7) em Arapongas. Paciente apresentava comorbidades.

A terceira pessoa é um homem, 42 anos, internado em 29/05 em hospital público, com positivo para coronavírus. Evoluiu a óbito na tarde desta segunda-feira. Não apresentava comorbidades.

 

O número de casos confirmados do novo Coronavírus no município foi a 597 - dez a mais do que domingo (7). Há 397 curados, 283 aguardando exames e 2.589 descartados.

 

Fonte: Bonde

Publicado em Londrina e região

O Senado aprovou nesta quinta-feira (4) o projeto que obriga uso de máscara em todos os locais públicos e privados acessíveis ao público no país.

O texto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados, mas, como foi alterado pelos senadores, deverá ser reanalisado pelos deputados.

Diversos governos locais têm adotado o uso obrigatório de máscara em locais públicos. Não há, contudo, uma lei nacional sobre o tema. O uso é recomendado pelas autoridades de saúde como uma das formas de se evitar a disseminação do novo coronavírus.

No Distrito Federal, por exemplo, está em vigor uma norma que prevê o uso obrigatório de máscaras em espaços públicos. O cidadão que descumpre o decreto está sujeito à multa de R$ 2 mil e pode responder pelo crime de infração de medida sanitária, cuja pena é de até um ano de reclusão.

Entenda o projeto

O projeto aprovado pelo Senado altera uma lei federal, deste ano, que detalha medidas de enfrentamento à pandemia.

De acordo com o texto, a população terá de usar o objeto nos seguintes espaços:

  • veículos de motoristas de aplicativos, táxis;
  • ônibus, aviões ou navios fretados, de uso coletivo;
  • estabelecimentos comerciais e industriais;
  • prisões e estabelecimentos de cumprimento de medidas socioeducativas;
  • qualquer lugar fechado em que haja reunião de pessoas.

Multa

Quem descumprir a regra, pelo projeto, terá de pagar multa. O valor será definido pelos estados. A multa poderá ficar mais cara se o cidadão cometeu a infração pela segunda vez e em ambiente fechado. O dinheiro arrecadado com as punições irá para ações e serviços de saúde.

A multa não será cobrada aos seguintes grupos:

  • população vulnerável economicamente;
  • autistas;
  • pessoas com deficiência intelectual ou sensorial;
  • crianças com menos de três anos.

O poder público, diz o projeto, precisará fornecer as máscaras de proteção à população mais pobre, principalmente às pessoas em situação de rua, e aos beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600, destinado a trabalhadores informais.

Os itens serão entregues por meio de farmácias populares e serviços de assistência social, por exemplo.

Na hora da compra, o governo deve dar prioridade às máscaras produzidas de forma artesanal, isto é, por costureiras locais ou cooperativas de produtores.

As lojas em funcionamento terão de disponibilizar a funcionários e colaboradores as máscaras. Caso não respeitem a obrigação, poderão pagar multa. O valor poderá ser dobrado em casos de reincidência.

Nos estados e cidades onde já há medidas semelhantes, as normas poderão ser mantidas.
Créditos: G1/Globo.com

Publicado em Política
REDES SOCIAIS:
RÁDIO NORTE 100.3
CONTATO@RADIONORTELONDRINA.COM.BR
(43) 3367-7503 | (43) 9 9962-2025

Rádio Norte Londrina, a diferença é você!
RÁDIO NORTE 100.3
CONTATO@RADIONORTELONDRINA.COM.BR
(43) 3367-7503 | (43) 3367-7603

Rádio Norte Londrina, a diferença é você