Notícias

TCGL Lança Atendimento Exclusivo para Estudantes da UEL a Partir de Segunda-feira
14 Jun

TCGL Lança Atendimento Exclusivo para Estudantes da UEL a Partir de Segunda-feira

Escrito por

Começa nesta segunda-feira (17) o atendimento exclusivo da concessionária Transportes Coletivos Grande Londrina (TCGL) a estudantes de graduação e de pós-graduação da UEL. O posto de atendimento funcionará em uma das salas do Serviço de Bem-Estar à Comunidade (Sebec), no Campus, neste início do ano letivo 2024. 

Os estudantes, tanto ingressantes como os demais que cursam a partir do 2º ano, devem agendar o atendimento no Programa de Transporte Escolar Municipal (PTEM), que concede desconto de 50% ou isenção total. O agendamento pode ser feito no site do Sistema de Cadastro de Estudantes (SiCadE). O atendimento funcionará de segunda a sexta-feira (21) das 8h às 11h30 e das 13h às 17h30.

 

Após agendar o atendimento, o estudante precisa se atentar à documentação pessoal e escolar necessárias. Apresentando todos os documentos, a carteira é expedida de imediato, bastando o estudante fazer a aquisição do passe escolar de forma online, por meio de boleto que é expedido pela concessionária. Outra alternativa é fazer a aquisição das passagens na loja da TCGL (R. Quintino Bocaiúva, 351); no Terminal Central de Transporte Coletivo e nos mais de 20 postos distribuídos no comércio local.

Documentos obrigatórios

– Formulário de solicitação de crédito escolar devidamente preenchido, carimbado e assinado pela instituição de ensino, disponível para impressão na página do SiCadE;

 

– Grade curricular e declaração de matrícula, preenchidas, carimbadas e assinadas pela instituição de ensino, disponíveis no Portal do Estudante;

 

– Comprovante de endereço;

 

– Cópia do RG e CPF do estudante.

 

O formulário de solicitação, grade curricular e a declaração de matrícula podem ser assinados e carimbados por qualquer representante da Universidade, como  coordenação de colegiado, secretaria geral do centro, secretaria de departamento ou colegiado.

 

 

Isenção da taxa

 

Para isenção total do cartão transporte, os estudantes devem estar incluídos no Cadastro Único (Cadúnico). Nesse caso, é necessário comprovar a inscrição mediante entrega da folha resumo do cadastro, fornecida pela Secretaria Municipal de Assistência Social. O documento precisa ser preenchido e assinado, além de estar acompanhado do comprovante de inscrição e recebimento do benefício.

Primeiro Lugar no Concurso Escola Sustentável 2024 Vai para Escola Municipal de Londrina
12 Jun

Primeiro Lugar no Concurso Escola Sustentável 2024 Vai para Escola Municipal de Londrina

Escrito por

A Escola Municipal Tereza Canhadas Bertan, na zona sul de Londrina, ficou em 1º lugar no Concurso Escola Sustentável 2024, ocorrido durante a ExpoAmbiental 2024, evento promovido pela Lions Clube. Esta é a sexta edição da exposição, retornando agora após hiato de quatro anos devido à pandemia de Covid-19.

 

O evento foi promovido no último sábado (8), das 9h às 13h, na Praça Marechal Floriano Peixoto, a Praça da Bandeira, localizada ao lado da Catedral de Londrina. Durante esse período, os trabalhos estiveram expostos ao público. Além disso, doze instituições governamentais, de ensino superior e OSC (Organizações da Sociedade Civil) foram convidadas, montando barracas que abordavam temas ambientais. Cada uma indicou um jurado para o certame.

O Escola Sustentável contou com 12 categorias, sendo elas: projeto escolar, frase, cartaz, história ilustrada, poesia haikai, poema imagem, vídeo, artesanato e fotografia, que se subdividia entre reino animal, reino vegetal, paisagem e meteorologia. Na modalidade de vídeo e artesanato, os trabalhos eram produzidos em trio, enquanto as demais produções eram feitas individualmente.

Segundo o diretor de eventos da Lions Clube Londrina – Centro, Mário Sérgio Azenha de Castro, essa realização estimula a preservação ambiental nas escolas e a integração das crianças nas atividades ambientais. “Por meio da exposição, conseguimos promover também um ambiente bem rico de informações”, comentou.

 

Com a participação de 15 alunos do 5º ano, a Escola Municipal Tereza Canhadas Bertan, unidade localizada no Jardim União da Vitória, na região sul, ficou em 1º lugar nas categorias de vídeo, poesia haikai, projeto escolar, artesanato e frase, terminando como 1ª colocada no final do concurso. “Com isso, é possível reconhecer ações que possibilitam atender as necessidades atuais da sociedade sem comprometer o futuro das próximas gerações”, disse a coordenadora da escola, Cristiane Tesche.

 

Brincar é Sustentar

 

A sustentabilidade foi trabalhada de forma interdisciplinar nas matérias de ciências, língua portuguesa e artes. Dentro da escola, o projeto foi batizado de Brincar é Sustentar, encabeçado pelo professor Lucas Gabriel da Mata, responsável pela inscrição dos alunos. Também foi proposto por Lucas que os alunos andassem pelo bairro, verificando como tem sido realizado os descartes, avaliando a condição dos quintais da vizinhança e realizando o recolhimento de resíduos na escola e nos arredores. Após essa abordagem teórica e prática, os alunos puderam realizar suas produções. “A proposta foi de o aluno ser realmente o protagonista neste trabalho”, contou Tesche.

 

Cerca de 200 escolas participaram

 

Ao todo, foram convidadas a concorrer 200 escolas de ensino fundamental e médio de Londrina, entre municipais, estaduais e particulares, indicando um aluno para cada categoria, com exceção das categorias de vídeo e artesanato, sem repetir o estudante. Recebendo o regulamento em abril e entregando os trabalhos em maio, cada escola pontuou de acordo com a classificação de cada aluno entre os 10 melhores de cada categoria, além de receber um ponto por participação.

 

Os 10 melhores alunos de cada categoria receberam medalhas, enquanto as três melhores escolas na pontuação final receberam um troféu, com mais um troféu para as escolas na 1ª colocação de cada categoria.

 
Professores da rede pública do Paraná decidem encerrar greve
06 Jun

Professores da rede pública do Paraná decidem encerrar greve

Escrito por

Em assembleia realizada no início da noite desta quarta-feira (5), os professores estaduais do Paraná decidiram encerrar a greve iniciada na última segunda-feira, convocada para tentar barrar a aprovação do projeto que autoriza a terceirização dos serviços administrativos em 204 escolas. Com a participação de 4,3 mil trabalhadores, 63% da categoria manteve o estado de greve. Apresentado pelo governo do estado, o projeto que institui o programa Parceiros na Escola foi aprovado nas sessões de segunda e terça-feira na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). O governador Ratinho Júnior (PSD) sancionou a nova lei na terça-feira.

 

Segundo a presidente da APP-Sindicato, Walkiria Mazeto, a partir de agora o movimento sindical vai se organizar para tentar barrar a adesão das escolas ao programa, por meio do convencimento da comunidade escolar. O texto aprovado na Alep prevê consultas à comunidade escolar das 204 instituições de ensino selecionadas.

 

“Isso vai ter continuidade, seja pelos passos da via jurídica, seja no debate com a categoria e com comunidade escolar daqui até outubro, quando a Secretaria da Educação vai anunciar a data da consulta”, disse a presidente da APP-Sindicato. “A pressão já começou, tivemos o disparo de mensagens da Secretaria, por WhatsApp, para os números dos pais de alunos que estão cadastrados na escolas. Do mesmo modo como o governo está agindo agora, vai ter pressão para aprovar isso.”

De acordo com Mazeto, todas as escolas do estado aderiram à paralisação na segunda-feira, de maneira parcial ou total. O governo nega. Segundo a Secretaria de Estado da Educação (Seed), 87% das escolas funcionaram normalmente na segunda-feira, índice que teria subido ontem para 97%.

 

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) marcaram audiências de conciliação entre o sindicato e o governo, que serão nesta quinta-feira (6) e na próxima segunda-feira (9), respectivamente.

Em Londrina, professores e alunos protestam contra aprovação de projeto que terceiriza colégios
04 Jun

Em Londrina, professores e alunos protestam contra aprovação de projeto que terceiriza colégios

Escrito por

Um dia após a Alep (Assembleia Legislativa do Paraná) aprovar virtualmente o projeto de terceirização de 204 colégios estaduais, manifestantes voltam às ruas em várias cidades do estado. Em Londrina, a concentração ocorre no Calçadão da Avenida Paraná, onde professores e estudantes da rede pública se reuniram para protestar contra a decisão.

 

Os manifestantes criticam a forma como a votação foi conduzida, alegando falta de debate público e transparência. Neide Alves Silva, secretária-geral da APP-Sindicato em Londrina, lamentou a aprovação do projeto que cria o Parceiro da Escola. “A educação tem problemas, sim. Mas não é entregando as escolas para a iniciativa privada que vamos resolvê-los. É uma luta de décadas que vai por terra com essa política de privatização”, critica.

Os protestos, marcados por discursos e cartazes, destacam a preocupação dos professores e demais profissionais da educação com a possível precarização do ensino e a interferência na parte pedagógica das escolas.

Estudantes como Bruno Fernando Mussere, do CEEP Castaldi, na zona oeste, engrossaram o movimento. "A educação sofre um desmonte nas últimas décadas e, agora, estamos sofrendo um novo ataque. Da forma como é colocado, o projeto não parace uma ameaça, mas sabemos que isso abre uma porta para uma privatização completa, com risco de alunos terem que pagar para estudar", avalia.

Davi da Silva dos Santos e Ana Luiza Carvalho, estudantes do 3º ano do Colégio Cívico Militar Rio Branco, na região central, também compareceram ao ato. "A forma como ocorreu a aprovação desse projeto foi totalmente antidemocrática. Por isso estamos aqui, para demonstrar nossa insatisfação. Estamos conversando com os estudantes, para conscientizar a todos que esse não é o melhor caminho", argumenta Davi dos Santos.

 

Para Ana Luiza, a luta pela educação deve ser de todos. "Não se trata de lados políticos aqui. A gente vê que a adesão só não é maior por que os alunos sofrem uma pressão dos pais que tendem a enxergar a questão como esquerda e direita. Mas a educação deve estar acima disso. É preciso que todos estejam unidos em prol de um ensino de qualidade", opina.

O governo do estado defende a medida como uma forma de modernizar a gestão escolar e melhorar a qualidade dos serviços oferecidos. No entanto, a oposição manteve sua crítica, ressaltando a falta de clareza no processo de contratação das empresas e os riscos de perda de controle sobre a educação pública. Deputados da oposição se articulam para questionar o projeto na Justiça.

Secretaria da Mulher de Londrina abre inscrições para curso de Excel para iniciantes

Escrito por

A SMPM (Secretaria Municipal de Política para as Mulheres) está com inscrições abertas para o curso de Excel para iniciantes, que será realizado entre os dias 4 a 25 de junho, às 19h, na sede do Instiemerc, localizado na rua Alagoas, 193, Centro de Londrina. Foram disponibilizadas oito vagas para essa formação, que é totalmente gratuita.

 

Podem participar mulheres, maiores de 18 anos, moradoras de Londrina, seja na área urbana ou distritos. Para isso, é necessário se inscrever pelo WhatsApp (43) 99945-0056.

A capacitação será ministrada por Ana Paula da Silva, voluntária do Projeto Join, que capacita mulheres em vulnerabilidade para ter acesso ao mercado de trabalho, especialmente no ramo de TI (Tecnologia da Informação).

A diretora de Empreendedorismo e Ações Educativas da SMPM, Lisnéia Rampazzo, disse que aprender Excel é um investimento que beneficiará as participantes por toda a vida profissional. “É uma habilidade valiosa e requisitada pelas empresas, o que dará a elas mais oportunidades no mercado de trabalho”, disse.

Rampazzo enfatizou, ainda, que fazer um curso de Excel é uma decisão inteligente que trará diversos benefícios também para a vida pessoal, além da profissional. “Seja qual for o objetivo, investir em aprendizado dará as ferramentas necessárias para que estas mulheres alcancem sucesso. Lembrando que o mercado está cada vez mais competitivo e profissionais qualificados são os mais procurados”, afirmou.

 

PROGRAMAÇÃO DO CURSO 

 

Dia 1- Introdução ao Excel:
Criação de pasta de trabalho
Criação de Planilhas
Conhecimento do conceito de linhas, colunas e células
Formatação de células (fonte, preenchimento, cor, tamanho, alinhamento, quebra de texto, mesclagem)
Inclusão de Dados
Formatação dos tipos de dados
Filtragem e classificação da coluna
Congelar e dividir painéis

 

Dia 2 - Conceito de Operações 
Primeiros Cálculos e fórmulas (Soma, Mínimo, Máximo, Contagem)
Condição SE
Formatação Condicional

 

Dia 3 - Conceito de tabela

Criação de gráficos

Dia 4 - Tabela dinâmica
Gráficos dinâmicos

Centro Educacional Infantil em Londrina Enfrenta Problemas com Uniformes de Inverno
29 Maio

Centro Educacional Infantil em Londrina Enfrenta Problemas com Uniformes de Inverno

Escrito por

Alunos do Centro Educacional Infantil Nossa Senhora de Fátima estão sem uniforme para o frio. De acordo com a direção, a escola não recebeu a quantidade necessária para as mais de 100 crianças. Uma mãe abriu uma denúncia no Ministério Público relatando o problema.

Segundo Angelita Moreira dos Santos, diretora da unidade, a preocupação é com as temperaturas baixas que a cidade vem registando e muitas crianças não tem roupa adequada. “Recebemos o uniforme de verão, que veio incompleto e o de inverno até agora não chegou”, disse.

O Centro de Educação Infantil que fica na Vila Casoni, na zona leste de Londrina, é mantido pela Casa do Bom Samaritano e atende atualmente 132 crianças.  

Os uniformes de inverno e verão geralmente são enviados às escolas antes mesmo do início das aulas, para que as instituições façam a distribuição entre os pais e responsáveis. mas neste ano, o CEI recebeu apenas 40 calças e cerca de 50 camisetas de manga longa para as mais de 130 crianças e nenhuma jaqueta de frio! por isso, a direção preferiu deixar essas roupas guardadas para não ser injusta com algumas crianças, e favorecer outras.

Ainda de acordo com a diretora, algumas famílias não tem condições de comprar roupas mais quentes, e as crianças acabam passando frio, usando blusas mais leves e sapatos abertos. “A gente abrange uma região com família mais carentes e tem crianças que não tem condições de ter um agasalho quentinho”, lamentou Angelita Moreira dos Santos.

Uma das mães chegou a fazer uma denúncia no Ministério Público, pedindo providências para a Secretaria de Educação, que ainda não deu um prazo de quando os uniformes serão entregues.

Em contato com a prefeitura, a assessoria informou que vai verificar a situação. 

UEL disponibiliza 636 vagas pelo Sisu para o ano letivo 2025
28 Maio

UEL disponibiliza 636 vagas pelo Sisu para o ano letivo 2025

Escrito por

UEL (Universidade Estadual de Londrina) irá ofertar, no ano letivo 2025, total de 636 vagas nos cursos de graduação por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O número de vagas aprovado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da UEL é 7,9% maior do que o ofertado no ano letivo 2024, ampliando ainda mais as possibilidades de ingresso ao ensino superior público na UEL para participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

 

Conforme a Resolução Cepe nº 025/2024, disponibilizada no portal da Coordenadoria de Processos Seletivos (Cops) nesta segunda-feira (27), as vagas são para diversos cursos de graduação da UEL, incluindo o novo curso de Ciência de Dados e Inteligência Artificial (IA) no período noturno, com 15 vagas. Também estão sendo ofertadas vagas em Agronomia (10); Artes Cênicas (7); Biomedicina (5); Direito (5); Enfermagem (10); Engenharia Elétrica (15); Farmácia (5); Fisioterapia (10); Nutrição (10); Psicologia (20) e Zootecnia (10).

As inscrições para o Sisu 2025 ainda serão disponibilizadas pelo Ministério da Educação (MEC) e terão início em janeiro do ano que vem diretamente por meio da página do Sisu. Ao acessarem o portal, os estudantes interessados deverão fornecer os dados pessoais e as informações previamente cadastradas durante a inscrição para o Enem 2024. 

Confira a relação completa de cursos e vagas:

Agronomia Integral - 10 

Arquivologia Noturno - 20

Artes Cenicas Matutino -7

Biblioteconomia Noturno - 20

Biomedicina Integral - 5

Biotecnologia Integral - 5 

Ciência da Computação Integral - 15

Ciência de Dados e Inteligência Artificial (I.A) Noturno - 15

Ciências Biológicas – Licenciatura Matutino - 6

Ciências Biológicas – Bacharelado Integral - 6

Ciências Contábeis Matutino - 5

Ciências Contábeis Noturno - 10

Ciências Econômicas Matutino - 20

Ciências Econômicas Noturno - 20

Ciências Sociais – Bacharelado Matutino - 20

Ciências Sociais – Licenciatura Noturno - 30

Direito Vespertino - 5

Educação Física – Bacharelado e Licenciatura Matutino - 10

Educação Física – Bacharelado e Licenciatura Noturno - 10

Enfermagem Integral - 10

Engenharia Civil Integral - 10

Engenharia Elétrica Integral - 15

Farmácia Integral - 5

Filosofia – Licenciatura Noturno - 5

Física – Bacharelado Integral - 5

Física – Licenciatura Noturno - 10

Fisioterapia Integral - 10

Geografia – Bacharelado Matutino - 20

Geografia – Licenciatura Noturno - 20

História – Licenciatura Matutino - 10

História – Licenciatura Noturno - 10

Letras Espanhol – Licenciatura Noturno - 30

Letras Francês – Bacharelado Noturno - 10

Letras Inglês – Licenciatura Noturno - 5

Letras Português – Licenciatura Matutino - 10

Letras Português – Licenciatura Noturno - 10

Matemática – Bacharelado Matutino - 8

Matemática – Licenciatura Noturno - 10

Medicina Veterinária Integral - 10

Nutrição Integral - 10

Odontologia Integral - 6

Pedagogia Matutino - 30

Pedagogia Noturno - 30

Psicologia Integral - 20

Química – Bacharelado Integral - 8

Química – Licenciatura Noturno - 20

Secretariado Executivo Noturno - 20

Serviço Social Matutino - 10

Serviço Social Noturno - 10

Zootecnia Integral - 10

Total de vagas – Sisu 2025 - 636

 

ENEM 2024

 

O Governo Federal abriu nesta segunda-feira as inscrições para o Enem 2024. Os interessados devem se inscrever, na Página do Participante, até o dia 7 de junho – prazo que vale, também, para os pedidos de atendimento especializado e tratamento por nome social. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aplicará as provas em 3 e 10 de novembro, nas 27 unidades da Federação.

Quem não é isento deve pagar a taxa de inscrição, que continua no valor de R$ 85, até 12 de junho. Ela pode ser paga por boleto (gerado na Página do Participante), Pix, cartão de crédito, débito em conta corrente ou poupança (a depender do banco). Para pagar por Pix, basta acessar o QR Code que consta no boleto. (Com informações da Assessoria de Comunicação do Ministério da Educação)

Professores da rede estadual aprovam greve para 3 de junho
27 Maio

Professores da rede estadual aprovam greve para 3 de junho

Escrito por

Em uma assembleia estadual extraordinária que ocorreu neste sábado (25), de forma on-line, os professores da rede estadual do Paraná aprovaram, com 89% dos votos, deflagração de greve a partir do dia 3 de junho, a primeira segunda-feira do mês que vem.

 

A decisão da APP Sindicato é uma reação a um projeto do governo estadual que prevê terceirizações em 200 colégios em todo o Estado.

Em seu site a APP Sindicato critica a decisão do governo estadual e da Seed (Secretaria de Estado da Educação). “O governo justifica o projeto pela incapacidade de gerir as 2,1 mil escolas estaduais e credenciará grupos dispostos a fazer o trabalho. Um negócio extremamente lucrativo, que sugará recursos da escola pública para o bolso de empresários(as). Não haverá processo licitatório e os requisitos do edital sugerem um jogo de cartas marcadas para beneficiar um grupo seleto que cumpre os critérios”, traz a nota.

A entidade também ressalta que um projeto semelhante foi rejeitado pela comunidade escolar em 2022. O texto previa que 29 escolas fossem privatizadas. “Das escolas selecionadas, apenas duas aceitaram o modelo. Após a implementação do projeto, que entregou cerca de de R$ 200 milhões ao ano às empresas, surgiram muitas reclamações, principalmente de falta de investimento”.

O projeto será enviado à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) na próxima semana. O professor Marcio André Ribeiro, presidente da APP Sindicato (Núcleo  Londrina) disse que o projeto de terceirização das escolas põe fim à carreira da educação pública no estado do Paraná "e dá início ao fim da educação pública no estado do Paraná".

 

Ratinho Junior pretende terceirizar 200 escolas estaduais no Paraná
23 Maio

Ratinho Junior pretende terceirizar 200 escolas estaduais no Paraná

Escrito por

O governador do Paraná, Ratinho Junior apresentou, na segunda-feira (20), para um grupo de deputados, a prévia de um projeto de lei que prevê um modelo de privatização e terceirização de aproximadamente 200 escolas estaduais do estado. Embora ainda não tenha sido levada à Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), a proposta deve realizar mudanças polêmicas em áreas importantes da educação pública.

Uma das principais mudanças é a que converte os professores contratados em regime temporário (PSS) em CLT e consulta os professores efetivos da rede estadual se querem ou não permanecer nas escolas.

De acordo com o deputado estadual Arilson Chiorato (PT), que expôs a entrega das instituições para a iniciativa privada, o projeto tem a intenção de desmontar e enfraquecer a educação pública estadual. “O Paraná está terceirizando o Porto de Paranaguá, está terceirizando hospitais públicos por todo o estado — já foram três. Mas, notícias vindas do Palácio do Iguaçu dão conta de que serão terceirizadas no Paraná 200 escolas, inicialmente. Um desmonte preparado para destruir a educação”, disse o parlamentar na tribuna da ALEP.

“A pergunta do povo paranaense é a seguinte: o Paraná elegeu um governador ou um terceirizador?”, criticou o deputado.

Para ele, a decisão sobre terceirizar ou não as escolas é prejudicial. “Já vimos falhas, e falhas graves, nos processos de decisão das escolas cívico-militares no Paraná. Um governo sem gestão, terceirizando tudo, inclusive as pautas principais do estado. Tudo o que aconteceu nos últimos anos visa atender o setor privado e desprezar o público. Essa é a verdade”, desabafou. “Lastimável essa decisão do governador”, completou.

Professores

A APP, entidade que representa os educadores do Paraná, também criticou o projeto e, em nota, afirmou que “infelizmente, as comunidades escolares acreditam que o ensino particular é melhor que o público”.

Para a associação, a “lógica da empresa de obter lucro” corta investimentos, reduz direitos e salários de funcionários e professores. “No caso deste projeto, obtendo os índices para aferir mais bonificação. A pressão sofrida nas escolas será ainda maior do que já se sofre hoje”, explicou a entidade.

Governo

O líder do governo e presidente da Comissão de Educação da ALEP, deputado Hussein Bakri (PSD), anunciou o envio do projeto ao Legislativo na semana que vem. O programa seria chamado de Parceiro da Escola, com a intenção de repassar a empresas privadas, a partir de 2025, a gestão administrativa e financeira de cerca de 200 colégios estaduais que, segundo o governo estadual, estariam com nota baixa no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e em áreas de vulnerabilidade social.

“Trata-se de mais um projeto moderno e inovador, que já está sendo testado em duas escolas desde o ano passado com altos índices de frequência e desempenho dos estudantes bem como ampla aprovação da comunidade escolar. É importante ressaltar dois aspectos: a gestão pedagógica continuará inteiramente sob responsabilidade da Secretaria de Educação e a adesão ao novo modelo só ocorrerá mediante aprovação de alunos, pais e professores”, afirmou o deputado.

UEL divulga edital de isenção e descontos para inscrição do vestibular 2025
16 Maio

UEL divulga edital de isenção e descontos para inscrição do vestibular 2025

Escrito por

A UEL (Universidade Estadual de Londrina) abre nesta nesta quinta-feira (16) o prazo para estudantes interessados na isenção do pagamento da taxa do vestibular 2025 para os candidatos que tenham benefício CadÚnico – NIS (Número de Identificação Social).

 

Segundo a Cops (Coordenadoria de Processos Seletivos) e o Sebec (Serviço de Bem-Estar à Comunidade), podem participar do processo estudantes que cursaram o Ensino Fundamental e o Ensino Médio completo na rede pública, além de bolsistas da rede particular que tenham recebido bolsa integral.

A UEL abre no dia 18 de julho as inscrições para o vestibular 2025. Os candidatos devem efetuar as inscrições até 9 de setembro de 2024, no portal da Cops. O valor da inscrição vai ser ser definido nos próximos dias pelo CA (Conselho de Administração) da UEL. As provas acontecem nos dias 17 e 18 de novembro, em fase única

Para estudantes que tenham benefício CadÚnico – NIS (Número de Identificação Social), o prazo começa nesta quinta e segue até 6 de junhoNeste caso, a isenção será de 100%, considerando o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, por meio de Decreto Federal nº 6.135/2007. O candidato deveser membro de família de baixa renda, nos termos do mesmo decreto. No site da Cops, está a relação de documentos para requerer a isenção do preço público do vestibular 2025.

 

O pedido de isenção deve ser feito mediante requerimento que pode ser acessado no endereço eletrônico da Cops. No documento, é preciso apresentar o número do cadastro e os dados pessoais como descrito no edital. O resultado final da seleção pelo NIS será divulgado em 14 de junho.

 

Seleção socioeconômica

 

A Cops abre no dia 17 de junho a seleção para estudantes interessados em participar do processo de análise socioeconômica, que será coordenado pelo Sebec da UEL. Os candidatos devem demonstrar interesse no processo até 1º de julho de 2024, por meio de preenchimento de formulário. O documento estará disponível no portal do Sebec ou da Cops.

 

Segundo as normas do edital, os candidatos poderão receber desconto integral, de 30% e 50% do valor da inscrição. O benefício será de acordo com a renda per capta da família. O resultado final da seleção será divulgado em 5 de agosto, nos portais da Cops e do Sebec.

 

Calendário

A prova de Conhecimentos Gerais será em 17 de novembro; a Redação e a prova discursiva de Conhecimentos Específicos, em 18 de novembro. Candidatos aos cursos de Música, Arquitetura, Design Gráfico, Design de Moda e Artes Visuais deverão fazer a PHE (Prova de Habilidades Específicas) no dia 29 de setembro. Os horários das provas estão previstos na resolução do Cepe (Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão).

Página 1 de 16
Image
Image
Image
Image
RÁDIO NORTE 100.3
CONTATO@RADIONORTELONDRINA.COM.BR
(43) 3367-4003

Um novo conceito em rádio!
RÁDIO NORTE 100.3
CONTATO@RADIONORTELONDRINA.COM.BR
(43) 3367-4003

Um novo conceito em rádio!