Notícias

Londrina tem média de sete acidentes de trânsito por dia; veja os dados
06 Maio
Reprodução/CMTU

Londrina tem média de sete acidentes de trânsito por dia; veja os dados

Londrina registrou queda no número de mortes no trânsito nos primeiros quatro meses de 2022, em comparação ao mesmo período do ano passado. Entre janeiro e abril deste ano, 18 pessoas, sendo 12 homens e seis mulheres, morreram nas ruas, avenidas e rodovias da cidade. Em 2021, no mesmo período, foram 20.

As informações foram divulgadas pela Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), baseadas nos dados do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (SIATE), do Instituto Médico Legal (IML) e da Delegacia de Trânsito da Polícia Civil, entre outros.

Além da diminuição nos óbitos, o primeiro quadrimestre computou redução no total de ocorrências e de pessoas envolvidas. A soma no número de acidentes caiu de 966 (2021) para 861 (2022), enquanto a redução no número de vítimas foi de aproximadamente 10%, passando de 1.124 para 1.019. O estudo aponta que, das 18 mortes registradas no período analisado, sete foram de motociclistas, quatro ocorreram por atropelamento e outras sete envolviam motoristas ou passageiros de automóveis. Já o numero de óbitos por atropelamento apresentou redução de 50%, enquanto oito pessoas perderam a vida em 2021, quatro mortes foram registradas este ano.

As vias urbanas gerenciadas pela CMTU (como a Avenida Saul Elkind e Avenida Francisco Gabriel Arruda) não registraram óbitos em 2022, contra três no ano anterior. Nas rodovias urbanas, a soma foi de cinco e, nas rurais, nenhum registro. A Avenida Brasília, no trecho urbano da BR-369, foram registradas três mortes. Na PR-445, duas pessoas perderam a vida.

A faixa etária predominante entre os óbitos variou de 18 aos 30 anos (com sete pessoas), seguida pelos cidadãos com idades entre 31 e 59 anos (seis óbitos registrados). No registro de óbitos para 60 anos ou mais, a redução foi de 60%, quanto em 2021 foram 5 mortes nessa faixa etária, em 2022 são dois registros.

Fiscalização

A pesquisa revelou que o número de autuações registradas pelos radares (fixo e móvel) foi responsável por de 57.796 infrações. Já as câmeras de segurança (avanço de sinal vermelho e parada sobre a faixa de pedestre) computaram 3.907 infrações cometidas pelos motoristas e motociclistas. A maior parte das infrações registradas foi de natureza média (51.138). Já 13.730 infrações foram de natureza grave. Além delas, as faltas gravíssimas somaram 8.769 casos e, as leves, outros 185.

Exceder a velocidade máxima da via em até 20% foi o comportamento incorreto mais cometido pelo motorista em Londrina, com 51.518 registros. Na sequência, aparece o excesso de velocidade, entre 20% a 50%, com 8.302 infrações gravíssimas. Avançar o sinal vermelho do semáforo foi a terceira infração mais cometida com 4.550 casos. Outros 1.346 casos foram de infrações por conduzir o veículo manuseando o telefone celular. A falta do uso do cinto de segurança também esteve presente em 1.221 episódios.

Em 2021, Londrina registrou 10,5 mortes no trânsito para cada grupo de 100 mil habitantes. No calendário anterior, o índice foi de 11,64 óbitos.

Créditos: Tem Londrina

REDES SOCIAIS:
Image
Image
RÁDIO NORTE 100.3
CONTATO@RADIONORTELONDRINA.COM.BR
(43) 3367-4003

Um novo conceito em rádio!
Image
RÁDIO NORTE 100.3
CONTATO@RADIONORTELONDRINA.COM.BR
(43) 3367-4003

Um novo conceito em rádio!
Image