Notícias

Comerciantes de Londrina Apostam no Dia dos Namorados Após Vendas Fracas no Dia das Mães
10 Jun

Comerciantes de Londrina Apostam no Dia dos Namorados Após Vendas Fracas no Dia das Mães

Seja um jantar, uma joia ou um ramalhete de flores, cada um tem seu jeito de declarar o amor pelo parceiro ou parceira neste Dia dos Namorados. Comemorado nesta quarta-feira (12), a data é uma das apostas do comércio em Londrina para se recuperar das baixas vendas no Dia das Mães. 

A queda de 6,5% em relação ao ano passado pegou todo mundo de surpresa, já que a data é uma das mais importantes para o comércio de rua.

De acordo com uma sondagem feita pela Fecomércio-PR (Federação do Comércio do Estado do Paraná) e pelo Sebrae-PR (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), 47,1% dos paranaenses vão presentear alguém especial no Dia dos Namorados, porcentagem semelhante ao do ano passado mas muito abaixo de 2022, por exemplo, quando 64,6% tinha a intenção de dar aquele mimo em uma data tão especial como essa.

Gerente de uma loja de cosméticos e acessórios no Calçadão de Londrina, Flávia Lima Cordeiro, 49, garante que a expectativa é de vender bastante neste sábado (8) e nos dias 10 e 11 para compensar o movimento fraco visto no Dia das Mães, que apresentou uma queda de 90% em relação ao ano anterior. Segundo ela, a loja está com alguns produtos diferentes, que são uma aposta para atrair os clientes. 

 

Neste ano, os perfumes e os cosméticos ficaram em primeiro lugar, com 37,9%, nas intenções de compra. Mesmo com o cenário favorável, Cordeiro afirma que a realidade é outra. “A gente está precisando vender porque se não os comerciantes não sobrevivem”, admite.

 

"MÃO DE VACA"

 

Para 2024, o valor médio do presente ficou na casa dos R$ 157, 2,7% abaixo do ano anterior. Gerente de uma loja de roupas no centro de Londrina, Márcia Vaz, 50, afirma que o movimento está fraco e brinca que as pessoas estão “mãos de vaca” na hora de presentear o parceiro ou parceira. 

 

Segundo ela, a maioria dos clientes busca um presente de, no máximo, R$ 50. “Um presente de R$ 100 para eles já é caro”, lamenta. 

 

Com vendas "péssimas", segundo ela, durante o mês de maio, o Dia dos Namorados é a chance de tentar minimizar as perdas. “A gente espera recuperar um pouco agora. Vamos ver como vai ser na semana que vem”, prepara-se.

Ler 42 vezes
Image
Image
Image
Image
RÁDIO NORTE 100.3
CONTATO@RADIONORTELONDRINA.COM.BR
(43) 3367-4003

Um novo conceito em rádio!
RÁDIO NORTE 100.3
CONTATO@RADIONORTELONDRINA.COM.BR
(43) 3367-4003

Um novo conceito em rádio!