Notícias

ADM RÁDIO

ADM RÁDIO

A quarta edição da Semana do Cinema em Londrina terá início nesta quinta-feira (22) e se estenderá até quarta-feira (28). Com ingressos ao preço de R$12 e combos especiais, a iniciativa visa democratizar o acesso à cultura, possibilitando que um público mais amplo tenha a oportunidade de assistir aos filmes.

A campanha é idealizada pela Fenec (Federação Nacional das Empresas Exibidoras Cinematográficas) e conta com o apoio da Abraplex (Associação Brasileira das Empresas Exibidoras Cinematográficas Operadoras de Multiplex).

Confira os cinemas que irão participar e os valores promocionais: 

 

Cinesystem - Londrina Norte Shopping 

O Cinesystem terá ingressos pelo valor de R$12, além de oferecer preços exclusivos na aquisição do tradicional combo de uma pipoca grande com dois refrigerantes de 500ml, por R$ 29,90. Para os integrantes do clube de fidelidade da rede, o "Clube da Pipoca", o valor do combo fica R$24,90. 

 

“Desde a primeira edição, o Cinesystem participa ativamente da ação e, de lá para cá, observamos que a Semana do Cinema já entrou no calendário de diversas pessoas, especialmente os apaixonados por cinema. É uma oportunidade única para promover ainda mais cultura e entretenimento a um preço acessível ao público”, comenta Samara Vilvert, gerente de marketing do Cinesystem. 

 

Cine Araújo - Shopping Catuaí

O Cine Araújo, do dia 22 ao dia 28, vai ter a promoção em que todos pagam meia, com o ingressos custando R$12, com excessão das salas VIP. 

 

Além do ingressos, os amantes de cinema podem desfrutar de uma promoção no Combo Semana do Cinema por R$30, incluindo uma pipoca média e dois refrigerantes de 500 ou 600 ml. 

 

Cineflix - Aurora Shopping 

No Cineflix, além do ingresso custando R$12, os cinéfalos poderão comprar um combo com o valor promocional com uma pipoca grande e dois refrigerantes de 500ml por R$35. 

 

A promoção não é válida para conteúdo alternativo ou filmes em pré-venda. 

 

Cinemark - Shopping Boulevard 

Os filmes do Cinemark estarão com um valor único de ingresso por R$12 durante a semana. Além disso, os combos com pipoca e refrigerante também terão um valor diferenciado. 

 

A promoção é válida para todas as sessões nas salas tradicionais 2D E 3D, excluindo as salas VIP. 

 

A rede vai ofertar três opções de combos com preços especiais: pipoca refil e bebida grande; duas pipocas médias, duas bebidas pequenas e dois brindes variados; e uma pipoca média, uma bebida pequena e um pacote de choco biscuit Bauduco. 

A Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (SMOP) de Londrina, em colaboração com a Prefeitura, deu início, no dia 20 de fevereiro, à edificação de uma área pavimentada no Tiro de Guerra (TG) da cidade. Localizada na área atualmente destinada a um campo de futebol, a construção visa a criação de um novo pátio para cerimônias de formatura na unidade.

Conduzida pelas equipes próprias da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (SMOP), esta intervenção marca o início de uma série de obras no Tiro de Guerra. Essas ações visam adaptar a unidade para a continuidade de suas atividades, mesmo diante da concessão de parte de seu terreno para as expansões do Aeroporto de Londrina.

A expectativa é que a construção do novo pátio esteja finalizada já na primeira semana de março, a tempo de receber os atiradores que iniciarão o serviço militar em 2024. Além de servir como local para instruções militares, o espaço será destinado a cerimônias e solenidades. Atualmente, as equipes municipais estão empenhadas na remoção do gramado e na preparação do solo para a implementação da nova estrutura.

A atual revitalização é parte de um projeto abrangente, desenvolvido voluntariamente por rotarianos da cidade, sob a orientação da arquiteta Taliana Cabrera, membro do Rotary Clube Londrina – Higienópolis. Em etapas subsequentes, a Prefeitura conduzirá licitações para a contratação de empresas que assumirão a responsabilidade pelas fases subsequentes da reforma.

O instrutor-chefe do Tiro de Guerra de Londrina, subtenente André Marinho Ferreira, enfatizou a importância da colaboração da Prefeitura para a continuidade das atividades da unidade. Ele destacou que o Tiro de Guerra de Londrina opera por meio de uma parceria entre a Prefeitura e a 5ª Região Militar do Exército Brasileiro. Enquanto o Exército é responsável pelos instrutores, fardamento, armamento e munição, o Município é o proprietário do terreno, mantém a infraestrutura física da unidade e fornece materiais de escritório. A atuação da administração municipal é fundamental para viabilizar as atividades do Tiro de Guerra em Londrina.

Quanto às intervenções planejadas, o projeto preservará dois barracões existentes no local, um destinado a atividades administrativas e outro para procedimentos de instrução militar e armazenamento de equipamentos. Entre as intervenções, está prevista a demolição de duas residências de instrutores, localizadas próximas ao estacionamento, com a construção de uma nova casa em outro ponto do terreno, afastada da área pela qual passará a nova cerca do Aeroporto.

Outra mudança significativa será a relocação do portão de entrada do Tiro de Guerra, atualmente na Avenida Salgado Filho, para a Rua Lázaro Zamenhof. O estacionamento da unidade também passará por readequações e será realocado para outro ponto.

O projeto Educação de Jovens e Adultos (EJA) está aceitando inscrições para participantes com 60 anos ou mais, vinculados ao Centro de Convivência da Pessoa Idosa (CCI) da Região Oeste. As aulas, ministradas de forma gratuita, acontecerão nas instalações do CCI, situado na Rua Serra Pedra Selada, 111, Jardim Bandeirantes. O cronograma das atividades está definido de segunda a quinta-feira, das 14h às 17h, com início marcado para o dia 4 de março.

No total, estão sendo ofertadas 10 vagas, e as inscrições podem ser efetuadas presencialmente ou através do telefone do CCI Oeste: 3375-0334.

Desde o ano passado, o espaço tem sediado aulas matutinas com a orientação de uma professora da Escola Municipal Nina Gardemann. As aulas seguem o mesmo padrão do programa de ensino tradicional oferecido nas unidades escolares de Londrina.

Conforme destacado pela coordenadora da Educação de Jovens e Adultos (EJA) em Londrina, Dilceia Cardoso de Lima, a reintrodução do projeto em locais como os Centros de Convivência da Pessoa Idosa (CCIs) é crucial. Isso se deve ao fato de que muitos dos idosos beneficiados enfrentam dificuldades com a leitura e escrita, tornando essa iniciativa uma valiosa oportunidade para eles.

A coordenadora do CCI Oeste, Rosely Sonoda, reforça essa ideia, destacando que essa iniciativa é um grande facilitador para que os idosos retomem os estudos. Muitos deles já têm vínculos com os CCIs por meio de outras atividades, mas ainda não participaram do EJA. "Observamos a oferta do EJA no CCI como uma oportunidade valiosa para retomar os estudos, algo muito aguardado por eles, que se dedicam bastante às atividades", enfatizou.

Divina Francisca da Silva, de 73 anos, é uma das beneficiárias das aulas no CCI Oeste. Ela participou por três meses em 2023 e agora retorna para dar continuidade, demonstrando grande motivação. "Essa experiência tem sido um ponto positivo em minha vida, algo muito bom e que traz apenas benefícios", compartilhou sobre a EJA, que está alinhada com o Artigo 21 do Estatuto do Idoso, proporcionando oportunidades de acesso à educação para as pessoas idosas.

Até o dia 9 de abril, as correspondências destinadas aos distritos de Londrina serão agora entregues nos prédios municipais pelos Correios. Anteriormente, essas correspondências eram encaminhadas para escolas, mas, como medida de segurança desde o início do ano, esse serviço foi suspenso para evitar a presença de pessoas não autorizadas nas instalações escolares.

Com a alteração, a responsabilidade pela entrega agora recai sobre a Secretaria de Agricultura, não mais a de Educação. De acordo com Régis Choucino, Secretário de Agricultura, as entregas continuarão nos prédios municipais até o dia 9 de abril, pois coincide com o término do atual convênio com os Correios.

Choucino esclareceu que, após essa data, os Correios assumirão a responsabilidade pelas entregas diretamente nos endereços dos destinatários (residências e estabelecimentos comerciais). Para isso, é fundamental que as ruas já tenham nomes (a maioria já possui) e que os imóveis estejam numerados.

onforme mencionado pelo secretário, a entrega nos prédios municipais está programada para iniciar nesta ou na próxima semana.

A ponte que atravessa o Rio Vermelho, na PR-090, demarcando o limite entre Porecatu e Alvorada do Sul, na região Norte do Paraná, passará por uma interdição temporária a partir da próxima segunda-feira (26). Conforme informado pelo DER/PR (Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná), essa medida é essencial para dar continuidade às obras de manutenção estrutural da ponte, com uma previsão de duração de 45 dias.

Durante esse período, serão executados serviços de reparo e recuperação das superfícies danificadas, tratando fissuras e rachaduras nas estruturas de concreto da pista e dos passeios para pedestres. Além disso, está prevista a restauração dos guarda-corpos danificados ou destruídos, a implementação de novas lajes de transferência nas cabeceiras, a instalação de dispositivos adicionais para drenagem e a realização de limpeza, desobstrução e recomposição dos dispositivos já existentes.

Além disso, os trabalhos contemplam reparos localizados no pavimento, a limpeza e substituição de todas as juntas de dilatação, a aplicação de nova sinalização horizontal e vertical, juntamente com a instalação de tachões refletivos. Adicionalmente, está prevista a restauração dos pontos de erosão nos aterros que levam à ponte, a caiação dos guarda-corpos e a pintura da estrutura com nata de cimento, entre outras intervenções necessárias para garantir a integridade e a segurança da ponte.

A execução da obra em meia pista não é viável devido ao impacto da vibração dos veículos sobre o tabuleiro da ponte, que interferiria no processo de cura do concreto recém-aplicado. Diante dessa consideração, a interrupção total do tráfego na ponte se faz necessária para garantir as condições ideais durante as fases críticas da construção. Essa medida visa assegurar a qualidade e a durabilidade das melhorias estruturais realizadas.

Investimento:

Esta obra está inserida em um contrato que abrange 16 obras de arte especiais, como pontes, passarelas e viadutos, localizadas em rodovias sob a gestão do Escritório Regional Vale do Tibagi da Superintendência Regional Norte do DER/PR. O investimento total para esse conjunto de projetos é de R$ 13.330.835,37, sendo destinados aproximadamente R$ 2,9 milhões exclusivamente para a manutenção e aprimoramento da ponte em questão.

Rotas Alternativas durante as Obras:

Durante o período de interdição, os usuários têm a opção de utilizar rotas alternativas para evitar transtornos. Recomenda-se o desvio pela PR-537, que liga Florestópolis a Bela Vista do Paraíso, ou pela BR-369, que conecta Rolândia a Londrina.

Extensão da Ponte:

A ponte sobre o Rio Vermelho possui uma extensão de 812,70 metros e uma largura de 10,30 metros. A estrutura inclui duas faixas de rolamento, cada uma com 3,30 metros, acostamentos de 0,84 metros e calçadas de 0,90 metros.

Localização no Mapa:

Para visualizar a localização precisa da ponte e das demais estruturas, consulte o mapa na aba CP 202/2022, referente ao edital de licitação. Isso proporcionará uma visão detalhada da distribuição geográfica das obras na região.

 

 

Nesta quarta-feira (dia 21), às 16h30, em Brasília, lideranças políticas e empresariais de Londrina e região participarão de uma reunião crucial sobre a inclusão do Contorno Leste nas concessões de rodovias do Paraná. O ministro de Infraestrutura, Renan Filho, receberá deputados federais, estaduais, prefeitos, vereadores e dirigentes de entidades do setor produtivo para apresentar a formatação dos Lotes 3 e 6, incluindo obras programadas e valores estimados nas praças de pedágio. Confirmaram presença na audiência em Brasília os deputados estaduais Tercilio Turini (PSD), Luiz Claudio Romanelli (PSD), Arilson Chiorato (PT) e Evandro Araújo (PSD), o prefeito Marcelo Belinati, vereadores, vereadoras e representantes de entidades empresariais.

A expectativa é que a inclusão do Contorno Leste seja confirmada no Lote 3.

Um dos principais impulsionadores do movimento em prol dessa obra, o deputado estadual Tercilio Turini, reitera que dezenas de municípios nas regiões Norte, Norte Pioneiro e Vale do Ivaí serão beneficiados com o Contorno Leste. "Trata-se de um ramal rodoviário estratégico para a expansão da logística de transporte, o aprimoramento da segurança das pessoas e o estabelecimento de novas frentes de desenvolvimento regional. O ganho é para todo o Paraná com esse empreendimento, e não podemos deixar escapar essa oportunidade. As concessões são válidas por 30 anos; se não assegurarmos a realização da obra agora, corremos o risco de perder décadas de progresso", ressalta Turini.

A proposta do Contorno Leste visa conectar a PR 445 até a BR 369 em um trecho de aproximadamente 24 quilômetros, proporcionando uma significativa redução no tráfego de veículos pesados na área central de Londrina. Além de agilizar o deslocamento entre regiões, a iniciativa também facilitará o acesso de cargas ao Aeroporto Governador José Richa. "Esta obra é essencial para a malha rodoviária regional. Atualmente, o fluxo de veículos percorre as Avenidas Brasília e Via Expressa para quem se desloca do Norte Pioneiro em direção ao Vale do Ivaí, Curitiba e Porto de Paranaguá, ou vice-versa. O Contorno Leste abrirá um novo caminho", destaca o deputado.

Tercilio Turini demonstra confiança de que a mobilização das lideranças terá um desfecho positivo. "Vamos apresentar ao ministro Renan Filho que o Contorno Leste é uma demanda unânime. Londrina certamente será muito grata ao governo se a obra for confirmada", declara. Além do deputado, já confirmaram presença na audiência em Brasília os deputados estaduais Luiz Cláudio Romanelli, Arilson Chiorato e Evandro Araújo, o prefeito Marcelo Belinati, vereadores, vereadoras e representantes de entidades empresariais.

Duplicação na BR-376

Na manhã de hoje, o deputado Tercilio Turini defendeu a inclusão da duplicação da BR-376, entre Paranavaí e Nova Londrina, no Lote 4 das concessões. Durante a audiência pública realizada pela Assembleia Legislativa, a pedido do deputado Romanelli, Turini ressaltou: "É o momento de decidirmos sobre duplicações, contornos e outras melhorias nas rodovias. Não fomos chamados para opinar sobre as obras, então devemos fortalecer os movimentos da sociedade organizada. O Paraná precisa crescer como um todo. Além disso, quem vai arcar com os custos das obras são os paranaenses, por meio das tarifas de pedágio. Dessa forma, temos o direito de indicar as necessidades de cada região", afirmou Tercilio Turini.

A classificação final do edital nº 004/2023 do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic) foi divulgada pela Secretaria Municipal de Cultura (SMC) na última sexta-feira (16). Este edital destina-se à seleção de Projetos Independentes de Bolsas de Estudo e Pesquisa, evidenciando o compromisso da SMC em promover o desenvolvimento cultural por meio do apoio a iniciativas inovadoras.

A íntegra do documento está disponível na edição nº 5.119 do Jornal Oficial do Município, a partir da página 8, e pode ser acessada também na página de chamamento no Portal da Prefeitura.

Ao todo, 49 projetos foram selecionados para receber bolsas de estudo e pesquisa de Criação e Ação Cultural, com valores variando entre R$ 10 mil e R$ 40 mil. O documento inclui ainda as respostas aos recursos protocolados pelos candidatos durante o processo de seleção.

Este edital abrange uma diversidade de expressões culturais, representadas por projetos que englobam as seguintes áreas: fotografia, artes plásticas, literatura, patrimônio cultural e natural, música, dança, hip hop, cinema, infraestrutura cultural, arte de rua, cultura integrada e popular, videografia, circo e teatro.

Sonia Dias, diretora de Incentivo à Cultura da SMC, enfatizou que os proponentes convocados têm até o dia 4 de março para efetuar a entrega dos documentos necessários à celebração do Termo de Compromisso Cultural. É crucial ressaltar que a entrega deve ser realizada exclusivamente por meio da plataforma online. Além disso, é recomendável verificar com cuidado a lista de todos os documentos exigidos, disponível na página do chamamento.

Cada proponente deve estar cadastrado como usuário do Sistema Eletrônico de Informações (SEI) para assinar os documentos.

Aqueles que tiverem dúvidas sobre o procedimento podem entrar em contato com a SMC, preferencialmente pelo e-mail promic.cultura@londrina.pr.gov.br. Informações também podem ser solicitadas pelos telefones (43) 3371-6614 e (43) 3371-6611.

O Promic destinou um montante total de R$ 1,34 milhão para essa iniciativa, dividido nas linhas de Criação e Circulação Cultural e Ação Cultural. A seleção contempla cotas para projetos de bolsas liderados por proponentes autodeclarados pretos, pretas, pardos, pardas e indígenas.

O prazo máximo de execução dos projetos selecionados é até 30 de dezembro de 2024.

A decisão liminar da justiça favoreceu o município, autorizando a tomada de medidas urgentes para prevenir o iminente desabamento do barracão situado na Travessa Belo Horizonte, no coração da região central de Londrina. Entre as providências permitidas, inclui-se a opção pela demolição do imóvel ou a execução de qualquer ação necessária para eliminar os riscos identificados no relatório da Defesa Civil.

Os proprietários do barracão têm um prazo de 10 dias para solicitar o alvará de demolição à Secretaria de Obras, a fim de permitir a avaliação do risco. Após essa etapa, terão mais 60 dias para concluir todo o processo. Caso ultrapassem esse prazo, estarão sujeitos a uma multa diária de R$ 500, podendo atingir o valor total de R$ 30 mil.

No início do ano, o município solicitou uma tutela antecipada visando a demolição do barracão. No entanto, três herdeiros contestaram, entrando com uma apelação no Tribunal de Justiça, a qual ainda está pendente. Diante dessa situação, o município se posicionou como terceiro interessado na ação. No pedido, a prefeitura relembrou que o imóvel, datado da década de 50, apresenta sérios riscos estruturais, incluindo rachaduras na base de sustentação, deslocamento de vigas, umidade intensa, ação de fungos e cupins na estrutura de madeira, comprometimento do assoalho, entre outros problemas que podem resultar em desabamento parcial ou total.

A prefeitura enfatizou que, devido ao seu poder de polícia, realizou vistorias no local e enviou notificações ao inventariante, destacando a necessidade de demolir o prédio. Diante da iminência do colapso da construção, a via teve que ser bloqueada, dificultando o tráfego em uma região já congestionada.

 

Nesta segunda-feira , a Prefeitura de Londrina deu início à reforma da Unidade Básica de Saúde (UBS) do San Izidro, situada na zona sul da cidade. Os serviços na unidade foram temporariamente suspensos na última quinta-feira para facilitar a transição e organização da nova sede provisória. Os atendimentos temporários serão realizados na Capela Sagrada Família, localizada na Avenida José Ventura Pinto, 599, também na região sul.

 

As obras, com um investimento estimado em R$ 570 mil, contemplarão uma série de melhorias na UBS do San Izidro. Entre as principais intervenções, destacam-se a implementação de acessibilidade, renovação das pinturas interna e externa, atualização da comunicação visual, aprimoramentos nas instalações elétricas e hidráulicas, além de outras correções essenciais.

 

O secretário da Saúde, Felippe Machado, anunciou que a previsão é de que a reforma tenha uma duração aproximada de cinco meses.

A intensa chuva ocorrida na noite desta segunda-feira (19) provocou alagamentos em ruas e residências, resultando em motoristas ilhados em várias partes de Londrina.

 

Residentes do Jardim Progresso, localizado na zona norte da cidade, compartilharam vídeos com o Grupo Tarobá, exibindo momentos de desespero enquanto a água invadia casas e estabelecimentos comerciais.

 

Na Avenida Dez de Dezembro, veículos foram submersos pela água, deixando alguns motoristas ilhados, enquanto na Avenida Brasília (BR-369), carros e caminhões enfrentaram desafios significativos. Em determinados trechos, a água atingiu níveis elevados. Uma imagem revela que a entrada de um bueiro estava praticamente coberta por lixo, possivelmente contribuindo para o alagamento na área.

Página 1 de 358
Image
Image
Image
Image
RÁDIO NORTE 100.3
CONTATO@RADIONORTELONDRINA.COM.BR
(43) 3367-4003

Um novo conceito em rádio!
RÁDIO NORTE 100.3
CONTATO@RADIONORTELONDRINA.COM.BR
(43) 3367-4003

Um novo conceito em rádio!